Carvão :: capim

Por: R$ 39,00

Preço a vista: R$ 39,00

Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 39,00
Outras formas de pagamento
Calcule o valor e prazo do frete

    Sinopse

    Características

    Vida e morte pulsam neste livro com igual intensidade, tal como pulsam dentro de nós. NEsta quinta coletânea poética de Guilherme Gontijo Flores, carvão : : capim, esses dois elementos quase contraditórios funcionam, conjuntamente, como um símbolo do ciclo da vida.
    Dividido em quatro partes, articuladas por dois poemas centrais que reinventam o famoso quadrado mágico poético “Sator/Rotas”, o livro parte de uma “Petrografia esparsa”, com poemas de cunho social, aludindo às tantas mortes que marcaram e continuam a marcar o solo da nossa história. EM seguida, “História dos animais” propõe uma zoopoética que não deixa de enxergar a beleza da morte iluminada, por exemplo, numa pedra de âmbar. JÁ “Quatro cantatas fúnebres” traz, entre outros, poemas dedicados à guerrilheira Dinalva Oliveira e ao poeta e revolucionário salvadorenho Roque Dalton, ambos assassinados por motivos políticos.
    É sobre esse chão de morte que o livro grassa, indo e voltando sempre ao tema da morte, para desaguar na parte final, “Lo ferm voler” (referência a um verso do trovador provençal Arnaut Daniel), onde o impulso lírico-amoroso vem reafirmar a vida, o viço e a vontade: “Como quem vê no céu/ que estrelas faltam/ achar em cada falta/ seu desejo/ & assim deliberadamente/ desastrá-lo”.

    Home

    Sinopse1Vida e morte pulsam neste livro com igual intensidade, tal como pulsam dentro de nós. NEsta quinta coletânea poética de Guilherme Gontijo Flores, carvão : : capim, esses dois elementos quase contraditórios funcionam, conjuntamente, como um símbolo do ciclo da vida.
    Dividido em quatro partes, articuladas por dois poemas centrais que reinventam o famoso quadrado mágico poético “Sator/Rotas”, o livro parte de uma “Petrografia esparsa”, com poemas de cunho social, aludindo às tantas mortes que marcaram e continuam a marcar o solo da nossa história. EM seguida, “História dos animais” propõe uma zoopoética que não deixa de enxergar a beleza da morte iluminada, por exemplo, numa pedra de âmbar. JÁ “Quatro cantatas fúnebres” traz, entre outros, poemas dedicados à guerrilheira Dinalva Oliveira e ao poeta e revolucionário salvadorenho Roque Dalton, ambos assassinados por motivos políticos.
    É sobre esse chão de morte que o livro grassa, indo e voltando sempre ao tema da morte, para desaguar na parte final, “Lo ferm voler” (referência a um verso do trovador provençal Arnaut Daniel), onde o impulso lírico-amoroso vem reafirmar a vida, o viço e a vontade: “Como quem vê no céu/ que estrelas faltam/ achar em cada falta/ seu desejo/ e assim deliberadamente/ desastrá-lo”.
    Autor1FLORES, GUILHERME GONTIJO

    Especificação

    ISBN9788573267037
    TítuloCarvão :: capim
    EditoraEDITORA 34
    Formato14 X 21 cm
    Espessura0,7 cm
    Páginas88
    IdiomaPortuguês
    AssuntoPOESIA
    Tipo de CapaLIVRO BROCHURA (PAPERBACK)
    Edição1ª Edição
    Ano de Publicação2018

    QUEM VIU, VIU TAMBÉM

    Veja os livros que os outros também se interessam!

    Quem viu, viu também

    MAIS VENDIDOS

    Veja os livros mais vendidos desta categoria!

      CONTINUECOM A GENTE!
      Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Livraria Unesp!