Eugenio Oneguin - Um romance em versos

Calcule o valor e prazo do frete

    Sinopse

    Características

    EUGÊNIO ONÊGUIN VOLUME I, CAPITULOS I AO IV - O “romance em versos” Eugênio Onêguin é a expressão máxima do gênio de Aleksandr Púchkin (1799-1837), e representa para a literatura da Rússia o mesmo que os Lusíadas, A Divina Comédia, o Dom Quixote e as peças de Shakespeare representam respectivamente para Portugal, a Itália, a Espanha e a Inglaterra. Púchkin é considerado o fundador da literatura russa moderna, o maior ícone cultural da Rússia, e seu Eugênio Onêguin já foi chamado de “enciclopédia da vida russa”, de leitura obrigatória em escolas. A obra foi escrita em versos tetrâmetros (mais ou menos equivalentes aos versos de oito sílabas em português), num total de 384 estrofes de 14 versos cada. Trata-se, pois, de uma obra que realiza uma verdadeira fusão de modalidades literárias – romance e poesia – e que, por apresentar uma curiosa consciência de sua própria narratividade, ou de suas próprias técnicas de “representação” artística, se reveste de ainda mais sentido na época do Pós-modernismo. Em termos de linguagem, um aspecto de sua tão propalada “perfeição estilística” está em fazer com que palavras as mais comuns adquiram conteúdo poético e ironia. Em virtude de sua clareza de expressão e fluência verbal, os versos de Eugênio Onêguin dão a impressão de absoluta espontaneidade e leveza.

    Especificação

    ISBN9788574808253
    TítuloEugenio Oneguin - Um romance em versos
    EditoraATELIE EDITORIAL
    Formatocm
    Espessura2,4 cm
    Páginas225
    IdiomaPortuguês
    AssuntoPOESIA
    Tipo de CapaCapa Dura
    Edição1ª Edição
    Ano de Publicação2019

    Home

    Sinopse1EUGÊNIO ONÊGUIN VOLUME I, CAPITULOS I AO IV - O “romance em versos” Eugênio Onêguin é a expressão máxima do gênio de Aleksandr Púchkin (1799-1837), e representa para a literatura da Rússia o mesmo que os Lusíadas, A Divina Comédia, o Dom Quixote e as peças de Shakespeare representam respectivamente para Portugal, a Itália, a Espanha e a Inglaterra. Púchkin é considerado o fundador da literatura russa moderna, o maior ícone cultural da Rússia, e seu Eugênio Onêguin já foi chamado de “enciclopédia da vida russa”, de leitura obrigatória em escolas. A obra foi escrita em versos tetrâmetros (mais ou menos equivalentes aos versos de oito sílabas em português), num total de 384 estrofes de 14 versos cada. Trata-se, pois, de uma obra que realiza uma verdadeira fusão de modalidades literárias – romance e poesia – e que, por apresentar uma curiosa consciência de sua própria narratividade, ou de suas próprias técnicas de “representação” artística, se reveste de ainda mais sentido na época do Pós-modernismo. Em termos de linguagem, um aspecto de sua tão propalada “perfeição estilística” está em fazer com que palavras as mais comuns adquiram conteúdo poético e ironia. Em virtude de sua clareza de expressão e fluência verbal, os versos de Eugênio Onêguin dão a impressão de absoluta espontaneidade e leveza.
    Autor1PUCHKIN, ALEKSANDR

    QUEM VIU, VIU TAMBÉM

    Veja os livros que os outros também se interessam!

    Quem viu, viu também

    MAIS VENDIDOS

    Veja os livros mais vendidos desta categoria!

      CONTINUECOM A GENTE!
      Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Livraria Unesp!