AIAS - SÓFOCLES

Calcule o valor e prazo do frete

    Sinopse

    Características

    Esta obra mostra a história de Aias, considerado o mais valoroso guerreiro grego depois de Aquiles. Quando Aquiles é morto em combate, Aias julga-se merecedor de suas armas. Foi ele quem defendeu o cadáver de Aquiles do assédio troiano. Mas os chefes da expedição concedem as armas a Odisseu. O herói, despojado de sua timé (honra), quer vingança e pretende acabar com os responsáveis - antes aliados - e agora inimigos. Segue, à noite, doloso, para as tendas aqueias. Age de acordo com a máxima heróica do 'fazer bem aos amigos e mal aos inimigos'. A deusa Atena intervém e atira sobre seus olhos 'imagens extraviadoras'. Arrebatado por 'demente doença', investe contra os rebanhos do exército, crendo massacrar os inimigos. Por duas vezes, Aias ofendera os deuses. Quando parte para a guerra, seu pai o aconselha a triunfar sempre com a ajuda de uma divindade. Arrogante, alega que com os deuses qualquer um venceria. Ele deseja obter glória sem o auxílio divino. Mais tarde, quando Atena lhe oferece ajuda durante o combate, o herói a desdenha - que socorresse a outro, ele não precisaria dela. Atrai assim a ira divina - humano, Aias não pensa como mortal.

    Especificação

    ISBN9788573211740
    TítuloAIAS - SÓFOCLES
    EditoraILUMINURAS
    Formato14 X 21 cm
    Espessura1 cm
    Páginas160
    IdiomaPortuguês
    AssuntoTEATRO
    Tipo de CapaBrochura
    Edição1ª Edição
    Ano de Publicação2008

    Home

    Sinopse1Esta obra mostra a história de Aias, considerado o mais valoroso guerreiro grego depois de Aquiles. Quando Aquiles é morto em combate, Aias julga-se merecedor de suas armas. Foi ele quem defendeu o cadáver de Aquiles do assédio troiano. Mas os chefes da expedição concedem as armas a Odisseu. O herói, despojado de sua timé (honra), quer vingança e pretende acabar com os responsáveis - antes aliados - e agora inimigos. Segue, à noite, doloso, para as tendas aqueias. Age de acordo com a máxima heróica do 'fazer bem aos amigos e mal aos inimigos'. A deusa Atena intervém e atira sobre seus olhos 'imagens extraviadoras'. Arrebatado por 'demente doença', investe contra os rebanhos do exército, crendo massacrar os inimigos. Por duas vezes, Aias ofendera os deuses. Quando parte para a guerra, seu pai o aconselha a triunfar sempre com a ajuda de uma divindade. Arrogante, alega que com os deuses qualquer um venceria. Ele deseja obter glória sem o auxílio divino. Mais tarde, quando Atena lhe oferece ajuda durante o combate, o herói a desdenha - que socorresse a outro, ele não precisaria dela. Atrai assim a ira divina - humano, Aias não pensa como mortal.
    Autor1SOFOCLES

    QUEM VIU, VIU TAMBÉM

    Veja os livros que os outros também se interessam!

    Quem viu, viu também

    MAIS VENDIDOS

    Veja os livros mais vendidos desta categoria!

      CONTINUECOM A GENTE!
      Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Livraria Unesp!