PRIVATIZAÇÃO NO SISTEMA BANCÁRIO E O CASO BANESPA

Calcule o valor e prazo do frete

    Sinopse

    Características

    O livro enfoca a privatização bancária no Brasil, conferindo especial atenção ao caso do Banco do Estado de São Paulo, Banespa. Inicialmente, discutem-se as vantagens e desvantagens de empresas públicas em relação a empresas privadas reguladas. A intenção é mostrar em que medida a provisão pública é preferível à provisão privada com regulação governamental associada. Em seguida são analisadas as motivações para a criação, trajetória e extinção dos bancos estaduais, em particular o Banespa, à luz da teoria apresentada. A análise mostra que os bancos estaduais, ao longo de sua história, tinham objetivos distintos daqueles observados em seus concorrentes privados, sendo esse um dos determinantes do desempenho dos bancos estaduais na dimensão lucro. Por fim, são analisados o leilão do Banespa e a venda do banco paulista para o banco de capital espanhol Santander. Os principais resultados desta análise indicam a inviabilidade de bancos públicos estaduais no ambiente macroeconômico e regulatório pós-Plano Real, especialmente quando se constata que a maximização de lucros, em geral, não era levada em consideração pelos controladores desses bancos.

    Especificação

    ISBN8587073699
    TítuloPRIVATIZAÇÃO NO SISTEMA BANCÁRIO E O CASO BANESPA
    EditoraC/ ARTE
    Formato14 X 21 cm
    Espessura1 cm
    Páginas128
    IdiomaPortuguês
    AssuntoECONOMIA
    Edição1ª Edição
    Ano de Publicação2003

    Home

    Sinopse1O livro enfoca a privatização bancária no Brasil, conferindo especial atenção ao caso do Banco do Estado de São Paulo, Banespa. Inicialmente, discutem-se as vantagens e desvantagens de empresas públicas em relação a empresas privadas reguladas. A intenção é mostrar em que medida a provisão pública é preferível à provisão privada com regulação governamental associada. Em seguida são analisadas as motivações para a criação, trajetória e extinção dos bancos estaduais, em particular o Banespa, à luz da teoria apresentada. A análise mostra que os bancos estaduais, ao longo de sua história, tinham objetivos distintos daqueles observados em seus concorrentes privados, sendo esse um dos determinantes do desempenho dos bancos estaduais na dimensão lucro. Por fim, são analisados o leilão do Banespa e a venda do banco paulista para o banco de capital espanhol Santander. Os principais resultados desta análise indicam a inviabilidade de bancos públicos estaduais no ambiente macroeconômico e regulatório pós-Plano Real, especialmente quando se constata que a maximização de lucros, em geral, não era levada em consideração pelos controladores desses bancos.
    Autor1ROCHA, MARIA CONCEICAO

    QUEM VIU, VIU TAMBÉM

    Veja os livros que os outros também se interessam!

    Quem viu, viu também

    MAIS VENDIDOS

    Veja os livros mais vendidos desta categoria!

      CONTINUECOM A GENTE!
      Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Livraria Unesp!